“GEOciências NAS ESCOLAS DO AMAPÁ/GEAP”….POR QUÊ?

Dr. Valter Gama de Avelar1

1 Dr. Valter Gama de Avelar (GEÓlogo 4GEOs). Coord. do Grupo de Pesquisa GEOdiversidade do Amapá/GPGEO…Projeto DEMOCRATIZANDO A GEOciências…PARA QUEM PRECISA…DE GEOciências. (breve introdução)

O Projeto de Extensão Universitária (PEU), intitulado: “GEOciências NAS ESCOLAS DO AMAPÁ (GEAP) é uma iniciativa do Prof. Dr. Valter Gama de Avelar, coordenador do Grupo de Pesquisa GEOdiversidade do Amapá/GPGEO, que a 10 anos vem difundindo e democratizando o conhecimento GEOcientífico

O PEU/GEAP insere-se na Linha de Extensão: Metodologias e estratégias de ensino/aprendizagem: Metodologias e estratégias específicas de ensino/aprendizagem, como a educação a distância, o ensino presencial e de pedagogia de formação inicial, educação continuada, educação permanente e formação profissional, proposto no EDITAL 001/2019/PROEAC/UNIFAP, a que foi submetido.

O PEU GEOciências NAS ESCOLAS DO AMAPÁ/GEAP trata-se de um extensionismo do Grupo de Pesquisa GEOdiversidade do Amapá/GPGEO/UNIFAP, que visa, dentre outros objetivos, levar o GEOconhecimento às escolas e alunos de Ensino Fundamental II do Estado do Amapá. Em um primeiro momento serão atendidas as escolas dos municípios de Porto Grande; Ferreira Gomes; Tartarugalzinho e Calçoene.

Foi idealizado mediante as observações advindas da práxis com alunos ingressos na UNIFAP, particularmente dos cursos de bacharelado e licenciatura em Geografia e Biologia, para os quais são ministrados a disciplina GEOlogia BÁSICA, no primeiro semestre de cada turma. Percebeu-se que o conhecimento geocientífico[1] trazido por estes alunos é muito parco ou mesmo inexistente, fruto do baixo estímulo e conhecimento também de seus professores.

Assuntos básicos e elementares do cotidiano sobre nosso planeta (Terra/A GAYA) são totalmente desconhecidos por estes alunos e seus professores, dentre os quais cito os processos geológicos, tais como: erosão (fluvial, pluvial e marinha); intemperismo; formação e preservação do solo; sismos/terremotos; vulcanismos; deslizamentos de terra. Particularmente, um assunto, da mais alta relevância e que os alunos e seus professores apresentam muita dificuldade em compreender é quanto ao conceito de Tempo Geológico[2]. A abstração deste conceito claramente deturpa toda e qualquer tentativa de entender e compreender a História do Planeta Terra (GEOlogia HISTÓRICA) desde sua formação a 4,6 Ba, até os dias atuais/presente (0,0 Ba), bem como todos os eventos que ocorreram nesta história.

[1] Conhecimento quanto a origem e formação da Terra, do seu Tempo Geológico e Histórias Evolutivas, da sua dinâmica e características, de seus processos geológicos endógenos e exógenos e produtos associados.

[2] Tempo Geológico – Subdivisão da escala geológica em unidades geocronológicas que, da hierarquia mais alta para mais baixa, compreende as seguintes unidades: Eon, Era, Período, Época, Idade e Crono. Exemplos: era Cenozoica, Período Terciário, Época Mioceno, etc. A subdivisão do tempo geológico é feita principalmente com base em mudanças do conteúdo fossilífero (SUGUIO, 1998)

Chaves, Moraes & Silva (2018) mostraram que a reflexão sobre o Tempo é um dos eixos fundamentais do pensamento filosófico e suas implicações impactam a forma como compreende-se o mundo e interage-se com ele. Segundo os autores supra, a concepção do Tempo percorre todas as áreas do conhecimento, ressaltando os tempos: físicos, cosmológicos, biológicos, históricos, geológicos, morfológicos, hidrológicos e etc., de forma que a concepção do tempo assumiu diferentes contornos ao longo da civilização humana.


A contextualização geográfica do planeta Terra torna-se bastante intangível sem que o entendimento do Tempo Geológico seja bem internalizado pelos alunos. Como explicar que na Era Mesozoica (era da vida intermediária, 252 a 66 Ma), Figura 1, por exemplo, as massas continentais formavam um único continente denominado de PANGEA (toda terra reunida). Por outro lado, estas mesmas massas continentais em tempos Geológicos mais longínquos apresentavam outras conformações distintas das atuais e que no futuro geológico os movimentos destas massas continentais definirão outras posições geográficas para os continentes que hoje conhecemos. Passar a ideia de uma TERRA DINÂMICA pressupõe o entendimento do Tempo GEOlógico.

Figura 1 – Massas continentais reunidas em um único Supercontinente denominado PANGEA (Gondwana, ao sul e Laurásia, ao norte) no período Permiano (298 a 252 Ma).
Fonte: modificado de Teixeira et al. (2003). Arte: Lucas Batista de Avelar

Do ponto de vista biológico, o TEMPO GEOlógico assume PAPEL PROTAGONISTA no entendimento da EVOLUÇÃO DA VIDA em nosso planeta. A ausência de entendimento sobre o tempo geológico resvala diretamente na falta de compreensão quanto ao surgimento da vida em nosso planeta. Assim, sem a significação conceitual sobre o tempo geológico o aluno não compreenderá que na Era Proterozoica (era da vida primitiva, 2.500 Ba a 541 Ma), a vida era pouco especializada, muito simples, unicelular. A Figura 2 ilustra a Escala do Tempo GEOlógico Simplificada com seus ÉONS, ERAS, PERÍODOS E ÉPOCAS…sempre tão difíceis de serem assimilados ou compreendidos por parte dos professores e/ou alunos.

Figura 2 – A carta cronoestratigráfica global simplificada do Tempo Geológico com Éon, Era, Período e Época. Percebe-se que não há PROPORCIONALIDADE nos intervalos de tempo para cada Era ou Período. Isto constitui um grande problema na representação e entendimento da Escala de Tempo…As cores: vermelho: Pré-Cambriano; Azul: Paleozoico; Verde: Mesozoico; Amarelo: Cenozoico. Fonte: disponível em: http://www.stratigraphy.org/

O PEU/GEAP visa a extensão universitária com finalidade de proporcionar momentos de ENSINO-APRENDIZAGEM para alunos do Ensino Fundamental II das escolas da Rede de Ensino Estadual e/ou Municipal do Estado do Amapá. Em um primeiro momento serão atendidas as escolas dos municípios de Porto Grande; Ferreira Gomes; Tartarugalzinho e Calçoene.

O PEU/GEAP além de promover a interação entre a UNIFAP e a sociedade amapaense, oportunizará às crianças e à comunidade escolar vivenciar práticas de aprendizagem por meio lúdico e de recreação, proporcionando um momento de lazer na escola, através de oficinas que trabalharão com diferentes materiais (papel Kraft, cabo de vassoura, gesso, argila, papel milimétrico, papel toalha, papel higiênico, tintas, papel 40 kg, dentre outros).

A culminância desta iniciativa acontece com crianças/alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental II. Os alunos terão a oportunidade de vivenciar atividades como palestras interativas sobre Geociências; oficinas para confeccionar materiais pedagógicos (coluna do Tempo Geológico confeccionadas com diferentes materiais; maquetes tridimensionais de relevo, de vulcões); confecção de jogos educativos com ênfase nas Geociências (quebra-cabeças; palavras cruzadas; jogos de trilhas); oficinas de cartazes, dentre outros).

II DAS FINALIDADES E OBJETIVOS DO PEU GEOCIÊNCIAS NAS ESCOLAS DO AMAPÁ

1. Promover a ampla discussão dos estudantes com a participação dos docentes em torno do tema Geociências.

2. Contribuir para a elevação da qualidade e compreensão quanto ao tema Geociências e sua implicação para o entendimento dos processos que dominam a História Evolutiva do Planeta Terra, socializando o conhecimento sobre a importância do mesmo para a sociedade moderna.

3. Fazer reflexão quanto a necessidade da inclusão da Geociências no Currículo Escolar Brasileiro, apresentando perspectivas de superação das dificuldades de ensinar os assuntos correlatos nas escolas brasileiras.

Dos Objetivos Específicos do PEU/GEAP:

– Discutir a construção histórica do conceito de Tempo Profundo ou o chamado Tempo Geológico;

– Apontar dificuldades nas escolas quanto a compreensão geológica do tempo pelos alunos e seus professores;

– Pontuar experiências e orientações de pesquisadores quanto a abordagem do Tempo Geológico em sala de aula;

– Realizar oficinas práticas (GEOficinas) com temas que sejam altamente relevantes para os alunos compreenderem a História da Terra. Por exemplo: GEOficina 1: MATEMÁTICA DO TEMPO GEOlógico DO COMEÇO (4,6 Ba) AO FIM (0,0 Ba): Compreendendo a História e Evolução da Terra;

As Eras do Tempo GEOlógico representadas em garrafas PET, em areias coloridas

GEOficina 2: MOLDES E CONTRAMOLDES DE FÓSSEIS: Aprendendo PALEONTOLOGIA, a Ciência que Estuda a Vida Passada na Terra; GEOficina 3: MAQUETES TRIDIMENSIONAIS DE RELEVO: Compreendendo uma Bacia Hidrográfica; GEOficina 4: ENTENDENDO UM VULCÃO: Por dentro e por fora.


CONTINUA….PARA LER MAIS….AGUARDE PUBLICAÇÃO….

Como citar a Referência deste Artigo:

AVELAR, V. G. 2019. “GEOciências Nas Escolas do Amapá/GEAP. Por Quê? Grupo de Pesquisa GEOdiversidade Federal do Amapá/GPGEO…Projeto DEMOCRATIZANDO A GEOciências…PARA QUEM PRECISA…DE GEOciências. (breve introdução) . Disponível em: https://wordpress.com/block-editor/post/valteravelar4geos.com/64

Categorias Educação, geociências, GEOciências, Sem categoriaTags , , , , , , ,

2 comentários em ““GEOciências NAS ESCOLAS DO AMAPÁ/GEAP”….POR QUÊ?

  1. Josiane Paiva Sanches 12 de março de 2019 — 05:57

    Um excelente artigo, visando estigar nossos alunos na buscar de conhecimentos, não somente na teória mais também na prática.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Isto mesmo Josiane Sanches…trata-se de um artigo em fase de publicação em revista especializada que visa , dentre outros objetivos…Promover a ampla discussão dos estudantes com a participação dos docentes em torno do tema Geociências; Contribuir para a elevação da qualidade e compreensão quanto ao tema (Geociências) e sua implicação para o entendimento dos processos que dominam a História Evolutiva do Planeta Terra, socializando o conhecimento sobre a importância do mesmo para a sociedade moderna…..Obrigado por você vibrar na mesma vibe comigo…GEOabraço

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close